Abril Laranja: mês de conscientização contra a crueldade animal – Vida de Bicho

Além da violência física, a negligência com os cuidados básicos do animal também configura maus-tratos (Foto: Canva/ Inventive Commons)

Um dos principais desafios da causa animal é lidar com animais vítimas de crueldade, principalmente aqueles que vivem indefesos na rua. Mesmo que haja legislação que os defenda desde 1998, a Lei de Crimes Ambientais nº 9.605, ainda há um longo caminho a percorrer para acabar com essa triste realidade. Uma das iniciativas criadas para conscientizar sobre o problema é o Orange April, projeto idealizado pela American Society for the Prevention of Cruelty to Animals (ASPCA), nos Estados Unidos, e abraçado por diversos órgãos públicos ao redor do mundo.

O projeto dedica 30 dias por mês para conscientizar sobre a importância de prevenir maus-tratos, incentivar o amor e o respeito aos animais. Para se ter ideia da gravidade da situação, em São Paulo as reclamações cresceram quase 16% em 2021. No ano passado, foram 16.042 reclamações, contra 13.887 no mesmo período de 2020.

De acordo com Rosângela Ribeiromédico veterinário que integra a Comissão de Bem-Estar Animal do CRMV-SP, alertar sobre a crueldade é elementary, principalmente para que as pessoas saibam identificar quando presenciam uma cena na rua, por exemplo.

“Qualquer ato que leve a sofrimento, dano físico ou psicológico constitui maus-tratos. Isso vai desde a negligência até, de fato, a violência física. Não podemos abandonar, causar estresse ou medo nos animais, usá-los como mão de obra além de suas aptidões, colocá-los para lutar, mantê-los constantemente presos em correntes, em locais anti-higiênicos ou pequenos espaços que não os suportam, por exemplo”, enumera. .

Embora o mais comum seja discutir esse assunto voltado para cães e gatos, o tema se estende a todos os animais, incluindo peixes, roedores, coelhos, furões, entre outros. “Os animais precisam ser bem cuidados. A partir do momento que o dono adquire um animal de estimação, ele será responsável pela vida. É dever prestar a assistência médica necessária, fornecer alimentação de qualidade, água, atividades físicas, and many others”, lembra o veterinário.

Vale lembrar que qualquer cidadão pode denunciar, porém, a forma varia de acordo com o estado. Through de regra, o boletim de ocorrência pode ser feito de forma digital ou presencial nas Delegacias de Polícia de sua cidade ou na Delegacia de Meio Ambiente. Também é possível registrar a reclamação no Ministério Público e Ministério Público Estadual do Meio Ambiente.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.