Ácido salicílico: o que é, para que serve e como usar – Vogue

Ácido salicílico: descubra o que é e para que serve em cosméticos (Foto: Getty Photos)

Se você é ou foi tratado para pimples, é provável que você tenha encontrado ácido salicílico estampado no rótulo de um de seus cosméticos. Quando se trata de pele oleosa e com tendência acneica, o ingrediente é o queridinho na composição dos produtos e costuma ser o mais indicado pelos dermatologistas para atuar como aliado no tratamento dessas características.

Apesar de não ser uma novidade na composição de cosméticos, continua a ser uma aposta certeira nestes casos devido à sua ação anti-inflamatória, capaz de penetrar mais facilmente nas camadas da derme e prevenir a formação de pústulas e comedões. “O ácido salicílico reduz a quantidade de bactérias na pele, o que é muito interessante para o tratamento da pimples, pois limpa os poros e alivia a inflamação”, destaca Michele Monteiro, dermatologista da Policlínica Geral do Rio de Janeiro e integrante da Associação Brasileira de Sociedade de Dermatologia.

O que é ácido salicílico e para que serve?

“O ácido salicílico é um beta-hidroxiácido (BHA) com poderosas propriedades anti-acne, pois possui ação anti-inflamatória e renovadora da pele, promovendo uma esfoliação química suave que evita o acúmulo de células mortas que podem obstruir os poros e levar a o aparecimento de pústulas e comedões. Atua também no controle da produção de sebo, ajudando a evitar a oleosidade excessiva do rosto”, resume a dermatologista.

Como usar o ácido salicílico?

Por ser um ingrediente com poucas contraindicações, o ácido salicílico é facilmente encontrado em cosméticos vendidos em farmácias. Ele pode ser usado em diferentes etapas da rotina de cuidados e é recomendável consultar um dermatologista para entender a melhor forma de incluí-lo na sua.

“Esse é um ativo muito utilizado em sabonetes faciais, géis de limpeza, loções tônicas para pele oleosa ou acneica e em tratamentos mais concentrados para espinhas. vitamina C. , que ajuda a potencializar a ação renovadora do ingrediente, por exemplo”, explica o médico.

Contra-indicações do ácido salicílico

Apesar de ser uma substância segura, o ácido salicílico pode irritar a pele sensível, especialmente com rosácea. Michele aconselha seus pacientes com pele sensibilizada a introduzir o ingrediente aos poucos na rotina de cuidados com a pele, para avaliar se a substância causará algum desconforto. O médico ressalta ainda que o ácido salicílico é contraindicado para gestantes.

Abaixo, confira uma seleção de produtos com ácido salicílico na composição para apostar na hora de incluir o ingrediente na sua rotina de skincare!

Gel de limpeza, Caudalie (R$ 159)

Gel de limpeza, Caudalie (Foto: Divulgação)

Gel de limpeza, Caudalie (Foto: Divulgação)

Cease Spot Anti-Imperfeições, Guerlain (R$ 185)

Stop Spot Anti-Imperfections, Guerlain (Foto: Divulgação)

Cease Spot Anti-Imperfections, Guerlain (Foto: Divulgação)

Blemish Facial Toner + Age Answer, Skinceuticals (R$80)

Blemish Facial Toner + Age Solution, Skinceuticals (Foto: Divulgação)

Blemish Facial Toner + Age Answer, Skinceuticals (Foto: Divulgação)

Óleo Antiacne, Salve (R$ 110)

Óleo Antiacne, Salve (R$ 110) (Foto: Divulgação)

Óleo Antiacne, Salve (Foto: Divulgação)

Ácido Salicílico, Cremoso (R$ 70)

Ácido Salicílico, Cremoso (Foto: Divulgação)

Ácido Salicílico, Cremoso (Foto: Divulgação)

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.