Caçador atira em urso e é morto pelo próprio animal na Rússia

O caso chamou a atenção para o fato de que o urso não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois.

Luisa Alves, sob a supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 22/06/2022 às 17h17

Um caçador responsável por atirar em um urso foi morto pelo próprio urso em Irkutsk, na Rússia. O homem, que tinha 62 anos, teve o crânio esmagado pelo animal, que também não sobreviveu devido aos ferimentos causados ​​pelo atirador. A informação do incidente foi divulgada pelo tablóide britânico Metro.

O homem de 62 anos, cuja identidade não foi revelada, foi atacado emblem após ter atirado no mamífero, que ainda resistiu ao choque da dor e atacou o agressor. Segundo a Interfax, o caçador estava perto de uma árvore quando atirou e feriu o animal.

O Ministério da Administração Interna da Rússia revelou que eles foram encontrados nas proximidades, a 50 metros de distância.

“A carcaça do animal foi encontrada a 50 metros do native onde o homem morreu. O predador ferido conseguiu infligir uma lesão na qual o caçador morreu”, disse o Ministério do Inside russo.

crânio “amassado”

Segundo a Interfax, após atirar no animal, o caçador foi ferido pelas garras e presas do animal que “esmagaram” seu crânio, causando sua morte. Depois disso, o animal também morreu. Depois que o homem foi dado como desaparecido, seu cadáver e o do urso foram descobertos por uma equipe de busca.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.