Como encontrar a cor perfeita para o seu cabelo?

Nem todo mundo combina com todas as cores de cabelo. Por isso, antes de pintar as madeixas, vale a pena fazer uma análise de colorometria. A técnica se baseia em alguns fatores, como a cor dos fios naturais, o tom da pele e a tonalidade dos olhos, para identificar o tom de cabelo splendid para cada pessoa.

Tendência no mundo da moda e beleza, a colorimetria é uma forma de medir a cor certa de acordo com as características únicas de cada indivíduo. A ciência da teoria das cores também é aplicada em muitas áreas da arte.

No entanto, antes de entrar nos méritos dos tons, é preciso partir da origem de cada um. De acordo com estilista de cabelo especializada em colorometria Nataly Munhoz, a cor pure do cabelo, vista pelos nossos olhos, é formada pelos pigmentos contidos no córtex capilar, conhecidos como melanina.

“O tom do cabelo é caracterizado por apenas dois tipos de melanina, chamadas eumelaninas e feomelaninas. Eumelaninas são os pigmentos marrom escuro e preto. As feomelaninas são tons vermelhos e loiros. As cores dos cabelos são diferentes justamente pela combinação desses dois tipos de estrutura”, explica.

As leis da colorimetria são baseadas nas cores primárias (azul, amarelo e vermelho). A partir delas, formam-se as cores complementares, que são a mistura de duas cores primárias em proporções iguais (verde, laranja e violeta). Juntas, essas seis cores formam o preto. “A cor marrom, por exemplo, é formada por duas partes de amarelo, duas de vermelho e uma de azul”, explica o profissional.

A estrela de Oswald é usada para entender a base da colorometria

Qual é o objetivo da colorimetria capilar?

Além da cor pure do cabelo e da fórmula da tintura, o profissional colorímetro vai pensar na cor de base desejada e na tabela de altura de tonalidade, uma escala que ajuda a determinar se a tonalidade das mechas é mais clara ou mais escura, em uma tonalidade alcançada. naturalmente ou por meio de coloração.

“Outro fator que também pode ser considerado na colorimetria capilar são nuances e reflexos. Afinal, faz muita diferença ter cabelos pretos com mechas azuladas ou acobreadas, não é mesmo? Essa técnica é capaz de prever o resultado da aplicação de determinada tintura no cabelo e também a melhor aposta para determinados tons de pele”, diz Nataly.

A técnica na prática

O fundo clareador é o que dará a resposta ao tom que a pessoa deseja. “A descoloração acontece exatamente em uma sequência gradual: vermelho, laranja vermelho, laranja, amarelo laranja, amarelo, amarelo claro e amarelo muito claro. A partir daí, é preciso analisar qual fundo de clareamento a pessoa possui e qual neutralizante deve ser utilizado para atingir a cor escolhida”, explica a especialista.

Publicidade do parceiro Metrópoles

0

Munhoz diz que, após a descoloração, é necessário neutralizar esse fundo clareador. “Se ficar laranja, usamos azul; para vermelho, usamos verde; para um tom amarelo, usamos roxo – e vice-versa”, diz.

A forma mais segura e eficaz de avaliar a cor authentic do cabelo é através do teste de mecha. Recomenda-se fazer testes em três mechas de cabelo, geralmente escondidas. Essa avaliação pode revelar, por exemplo, se o cliente aplicou um toner escuro há alguns meses.

“Isso também vale para a cor fantasia (colorida). Já fiz um teste de mecha em cabelos que pareciam virgens perto da raiz, mas esse teste de mecha revelou um tom avermelhado, resultado de uma coloração vermelha caprichada que a cliente aplicou em casa”, relata. Essa avaliação também revelará se o cabelo está saudável o suficiente para sofrer descoloração.

“Nem sempre é possível atingir a cor de cabelo desejada. Por isso, na avaliação, o profissional precisa ter uma conversa franca com o cliente”, comenta.

Se o cabelo não for forte o suficiente para a cor desejada – geralmente os tons pastéis são os mais difíceis de conseguir, pois é necessário descolorir muito para o objetivo -, o estilista de cabelo pode sugerir outras opções de cores. “Por exemplo, o cabelo que não passou no teste para rosa bebê pode resultar em cabelo Rosa ouroporque não precisa ser tão claro para o objetivo ultimate”, exemplifica Munhoz.

dicas de especialistas

“Faça das cores seus aliados. Aplicar um tom escuro nos fios pode deixar os traços do rosto mais profundos, ou seja, tende a envelhecer o visible. Cores mais escuras são indicadas para um rosto mais fino”, explica.

Tons mais claros tendem a iluminar o rosto. “Eles realçam os olhos e suavizam alguns traços, como um nariz muito grande”, diz ela. “O marrom claro é um dos preferidos das mulheres porque, além de favorecer quase todos os tons de pele, deixa a aparência mais jovem, equilibrada e dá um toque de sofisticação”, finaliza.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.