Corinthians domina, goleia o Santos e avança na Copa do Brasil

Em sua melhor atuação da temporada, o Corinthians não deu atenção ao Santos e deixou a vaga para as quartas de closing da Copa do Brasil muito bem encaminhada. Apoiado nesta noite (22) por mais de 40 mil torcedores na Enviornment Neo Química, o Timão goleou o Peixe por 4 a 0, com gols de Giuliano (duas vezes), Gustavo Mantuan e Raul Gustavo, e ouviu Fiel cantar ‘olé’ com a dança no segundo tempo. Além disso, o técnico Vítor Pereira, finalmente, venceu o primeiro clássico estadual.

O clássico foi marcado pelo domínio whole do Corinthians na partida. Elenco com Willian entre os titulares, o Timão teve uma postura ofensiva desde o início da partida, abriu três gols no primeiro tempo e, na fase closing, ainda colocou alguns meninos da base em campo e rodou o elenco. O Santos, com um jogador a menos em campo no segundo tempo, após a expulsão de Zanocelo, pouco pôde fazer e precisa de um resultado elástico para se manter vivo na Copa do Brasil.

Quem foi bem: Guilherme

Livre para articular as jogadas de ataque do Corinthians, ele apareceu na esquerda, na direita e também no meio. O camisa 10 fez o que queria com a defesa santista e participou da criação das jogadas para os dois primeiros gols da partida antes de dar uma assistência.

Quem foi ruim: Zanocelo e Jhojan Julio

Vários jogadores podem ser citados entre os destaques negativos, mas Zanocelo e Julio são os principais. Zanocelo teve dificuldade para marcar e foi expulso em uma jogada totalmente desnecessária no segundo tempo. Julio foi nulo no ataque e ainda não ajudou a defesa.

Primeira vitória num clássico de Vítor Pereira

Contratado pelo Corinthians em março deste ano, o português Vítor Pereira, finalmente, conquistou sua primeira vitória em clássicos estaduais do futebol brasileiro. O treinador teve cinco jogos desse tipo no currículo, com quatro derrotas e um empate – situação que o incomodou muito nos bastidores.

Jogo do Santos: estratégia não funciona

Fabián Bustos pensou em três meio-campistas para dar liberdade aos alas Lucas Pires e Lucas Braga no sistema ofensivo, com Léo Baptistão, Jhojan Julio e Marcos Leonardo. Na prática, porém, o Santos foi completamente dominado. Com isso, o time não defendeu nem atacou e poderia ter feito uma goleada histórica. Ciente do problema de recomposição do Peixe, o Corinthians de Vítor Pereira dobrou nas laterais e abusou das inversões de campo para ter superioridade numérica nas pontas.

Isola, Roger Guedes

A partida começou com o Corinthians dominando o meio-campo e o Santos armado para o contra-ataque. A primeira jogada perigosa veio após uma troca de passes entre Du Queiroz, Fagner e Gustavo Mantuan na direita. O trio triangulou pela beira do campo e a bola chegou na pequena área para Róger Guedes apenas empurrá-la para o fundo das redes, mas o camisa 9 rebateu por cima e mandou a bola para as arquibancadas do Neo Química Enviornment.

Na sequência, Mantuan abre o placar

O chute após lance isolado de Guedes foi justamente o primeiro gol do Corinthians. Após roubar a bola no meio-campo, Willian avançou pela esquerda, jogou em profundidade para Lucas Piton e o lateral cruzou rasteiro para Gustavo Mantuan fazer o facão e engrossar a rede defendida por João Paulo. O time santista reclamou de uma falta no início da jogada, mas o VAR não viu nenhuma infração e validou o gol.

‘Sem querer’, Giuliano se estende ao Timão

A vantagem no placar não fez o Corinthians mudar de postura em campo e, 8 minutos depois, conseguiu o segundo gol contra o Santos. Em jogada particular person de Róger Guedes pela direita, após passe em profundidade de Willian, a bola chegou a Du Queiroz dentro da área. O volante chutou e atingiu o meio-campista Giuliano. O desvio na jogada enganou a defesa adversária e a bola parou no fundo da rede santista.

Raul Gustavo fecha a bola no 1º tempo

O primeiro tempo do Corinthians terminou com mais um gol. Em escanteio da direita, o zagueiro Raul Gustavo subiu mais alto que seus adversários e testou no chão para bater João Paulo, fazendo o terceiro do Timão.

Santos volta do intervalo sem alterações

Com três gols atrás e sem conseguir medir forças com o Corinthians, o Santos voltou do intervalo com a mesma formação e encontrou as dificuldades do primeiro tempo para segurar as pontas abertas do time adversário. Os primeiros lances de Fabián Bustos aconteceram aos 8 minutos, com a adição de Camacho e Felipe Jonatan.

João Victor sente dor e sai de campo

Escalado como titular do Corinthians, o zagueiro João Victor voltou a sentir dores no tornozelo direito e precisou ser substituído nos minutos iniciais do segundo tempo. O jogador esteve ausente por sete partidas seguidas e voltou à lista de afins neste clássico.

Pênalti para o Corinthians anulado pelo VAR

A conta do Corinthians poderia ter sido um case maior no Neo Química Enviornment. Após receber passe de Willian, o atacante Róger Guedes invadiu a área santista no meio de dois zagueiros, caiu dentro da área e o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti. O VAR foi acionado, o árbitro revisou o lance e invalidou a chamada ao perceber que não houve falta na jogada.

Tudo de ruim pode piorar

A situação ficou ainda mais complicada quando o meia Vinicius Zanocelo fez falta em Piton, com o Peixe ainda no ataque. A princípio, não havia cartão na jogada, mas o VAR recomendou uma revisão do lance. O árbitro viu a cotovelada em Lucas Piton e expulsou o santista, aos 16 minutos do segundo tempo.

Zagueiro do Santos hesita e Giuliano fecha a conta

Em uma jogada de escanteio, a bola veio de cima na área santista, o zagueiro acertou a cabeça e a bola sobrou para Giuliano encher o pé e marcar o quarto gol do Corinthians – seu segundo na partida. Houve pedido de impedimento na jogada, mas o VAR validou o lance.

quase um ano

O Santos sofreu quatro gols em uma partida pela primeira vez desde 28 de agosto de 2021, na derrota por 4 a 0 para o Flamengo. Foi a reta closing do trabalho de Fernando Diniz no Peixe.

clássico no sábado

As equipes voltam a se enfrentar no sábado (25), às 19h (horário de Brasília), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clássico paulista, como aconteceu hoje à noite, também será disputado na Enviornment Neo Química.

FICHA DE DADOS:

CORINTHIANS 4 x 0 SANTOS
Concorrência:
Copa do Brasil – 1ª mão das oitavas de closing
Lugar: Enviornment Neo Química, em São Paulo (SP)
Knowledge e hora: 22 de junho de 2022, às 21h30 (horário de Brasília)
Juiz: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (Fifa/SP)
Cartões amarelos: João Paulo e Fabian Bustos (SAN)
Cartão vermelho: Vinícius Zanocelo (SAN)
metas: Gustavo Mantuan, aos 19′; Giuliano, aos 27′; e Raul Gustavo, aos 42′ do 1º tempo; Giuliano, aos 31′ do 2º tempo

CORÍNTIOS: Cássio; Fagner, João Victor (Robert Renan), Raul Gustavo e Lucas Piton; Cantillo (Xavier), Du Queiroz (Roni) e Giuliano (Matheus Araújo); Gustavo Mantuan, Willian (Adson) e Róger Guedes. Técnico: Victor Pereira

SANTOS: João Paulo; Lucas Braga, Kaiky, Eduardo Bauermann e Lucas Pires (Ângelo); Rodrigo Fernández (Camacho), Sandry e Vinicius Zanocelo; Léo Baptistão (Bruno Oliveira), Jhojan Julio (Felipe Jonathan) e Marcos Leonardo (Rwan). Técnico: Fabiano Bustos

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.