Cruzeiro luta para vencer campeões brasileiros

A derrota por 2 a 1 para o Fluminense, na noite de ontem (23), no jogo de ida das oitavas de last da Copa do Brasil, destacou uma dificuldade para o Cruzeiro nesta temporada: derrotar instances que já eram campeões brasileiros e que costumam ter presença constante na elite do Brasileirão.

Apesar de permanecer na atual edição da Série B, na qual lidera com 31 pontos, o Cruzeiro perdeu a maioria dos jogos que disputou contra instances que já levantaram troféus na elite. A exceção foi o Grêmio, quando venceu os gaúchos por 1 a 0 na Enviornment Independência, em jogo válido pela sexta rodada.

Dificuldade nos clássicos

No Campeonato Mineiro, foram dois duelos contra o Atlético-MG e derrota em ambos. No primeiro jogo, válido pela fase classificatória, a equipe de Paulo Pezzolano foi superada por 2 a 1. As duas equipes voltaram a se encontrar na last e a Raposa voltou a ser derrotada, mas pelo placar de 3 a 1.

Embora o América-MG nunca tenha sido campeão brasileiro da Série A, Coelho está em seu segundo ano consecutivo na elite e foi mais uma pedra no sapato do Cruzeiro, já que a Raposa foi derrotada por 2 a 0 no Estadual.

Jogos sem vitória em B

Na estreia da Série B, mais uma derrota para um grande. O Bahia, bicampeão da Série A, venceu o Minas Gerais na Enviornment Fonte Nova, por 2 a 0, em uma noite desastrosa para o Cruzeiro, que alertou o time no início da competição.

No dia 12, em jogo válido pela 12ª rodada da Série B, o Cruzeiro entrou em campo contra o Vasco. A partida ganhou grande forma ao longo da semana e gerou grandes expectativas para o momento vivido pelos dois clubes dentro e fora de campo, já que ambos são SAF. Com mais de 60 mil pessoas no Maracanã, o Vasco venceu por 1 a 0.

E a próxima partida da Série B, marcada para terça-feira, também será contra um campeão brasileiro: o Sport.

Constantemente, os jogadores do Cruzeiro e o técnico Paulo Pezzolano chamam a atenção para o fato de o time do Cruzeiro sofrer com limitações no elenco. Apesar do ótimo trabalho na Série B, é perceptível que em jogos maiores a equipe tenta empatar nas partidas mais pela transpiração do que pela inspiração de algumas de suas peças.

Ciente disso, o clube está monitorando o mercado para a janela de transferências que reabrirá em 18 de julho. No entanto, seguindo a máxima da reestruturação financeira, o clube caminha para fechar apenas negócios que surjam por meio de oportunidades de mercado.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.