Elvas: Rondão Almeida avança com pedido de afastamento de veterinário e Associação Movimento Animal do Canil Municipal

Em reunião extraordinária realizada hoje no Município de Elvas, o autarca, Rondão Almeida, anunciou a intenção de propor na próxima reunião do conselho a substituição do veterinário municipal, Nuno Caldeira Fernandes. Da mesma forma, o autarca vai solicitar a retirada da Associação Movimento Animal, liderada por Cláudia Pombeiro, do mesmo espaço do município situado na Abegoaria municipal. Na origem da decisão está “o mau ambiente de trabalho causado por um clima constante de litígios entre Nuno Caldeira Fernandes e Cláudia Pombeiro”.

A decisão do presidente resulta também do pedido do vereador responsável, Tiago Afonso, que tem estado na linha da frente da discórdia e que “gerou um clima de mal-estar entre os trabalhadores que prestam serviços na Abegoaria na zona de ​apoio ao CRO – Centro Oficial de Arrecadação.

Durante a reunião, que contou com a presença de vários vereadores municipais, incluindo as forças de segurança, vereadores e representantes de dois movimentos de defesa animal e o próprio veterinário responsável, houve uma troca de denúncias que se segue a denúncias constantes, em virtude de alegadas falhas que colocam em causa a idoneidade e competência não só do veterinário municipal mas também de outros técnicos e da própria autarquia, como afirma Rondão Almeida, que se manifestou “farto de ver o canil constantemente exposto nas redes sociais pelos piores motivos”. ”.

Rondão Almeida disse que vai solicitar a colaboração da equipa de veterinários e do laboratório da Escola Superior Agrária de Elvas ou, em alternativa, lançar um concurso para a contratação de uma clínica especializada no cuidado de animais de companhia. “Dessa forma, o veterinário municipal terá mais tempo para se dedicar à fiscalização sanitária dos alimentos disponíveis nos mercados e supermercados do município, bem como a outras atribuições específicas do cargo que ocupa”.

Rondão Almeida vai ainda propor a revogação do apoio que a autarquia vinha a dar à Associação Movimento Animal mas colocou-se à disposição para continuar a ajudar a entidade.

Reunião de pré-demonstração

Momentos antes da reunião, um pequeno grupo de manifestantes, portando cartazes, apareceu na Praça da República para repudiar aqueles que consideram “atos criminosos contra animais ocorridos no canil municipal”.

O chefe do município os convidou a assistir, em silêncio, o andamento da reunião do Conselho Municipal, que terminou quase duas horas depois.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.