Iporaense se destaca como franqueadora na área de salões de beleza – Oeste Goiano

Márcia Queiroz: Dona de um negócio que faturou R$ 25 milhões só em 2021

Teve até matéria na famosa revista Exame sobre o empreendimento inovador de uma mulher de Iporá. O Mais Goiás também fez uma matéria sobre o assunto. Segue o texto do veículo de informação em nosso Estado sobre essa filha da terra com muita visão para o mundo dos negócios:

De uma banca de mercado em Iporá a uma rede de salões de beleza em todos os estados do Brasil. Essa é a história de Márcia Queiroz, sócia empreendedora da rede de franquias Quick Escova. Com mais de 160 unidades vendidas e 90 em operação em todo o Brasil, a empresa faturou R$ 25 milhões somente em 2021.

Filha de uma família de comerciantes, Márcia começou a trabalhar desde cedo vendendo verduras com os pais até que, aos 16 anos, mudou-se para Goiânia para estudar e iniciou sua trajetória empreendedora. Ela trabalhou como gerente de vendas na Avon por oito anos, até que se demitiu e abriu seu próprio negócio.

Sua primeira iniciativa foi a criação do Instituto de Formação (IFOR), escola que oferece cursos gratuitos na área da beleza. Em 2017, um amigo dela entrou no negócio e, juntos, levaram o IFOR para todo o Centro-Oeste e para mais de 6.000 alunos desde a sua criação.

Nesse período, Márcia e Michelle desenvolveram a rede Quick Brush. Ao portal Exame, eles afirmaram que identificaram a necessidade de um negócio de beleza que tivesse horários flexíveis e preços acessíveis. O primeiro investimento para a criação da rede foi de R$ 60 mil. No entanto, o valor para a abertura da primeira loja, porém, foi de R$ 240 mil.

“Conseguimos empréstimos para levantar o dinheiro porque acreditávamos no nosso trabalho. Começamos sem recursos financeiros, sem pessoal adequado e sem condições de contratar. Fizemos um pouco de tudo”, disse Márcia.

A Quick Escova começou a funcionar em outubro de 2018. O negócio foi concebido com o objetivo de ter pelo menos um profissional disponível para pré-entrada na loja. “Se uma cliente chega e todos estão ocupados, ela já é encaminhada para o pré-atendimento, que é a lavagem do cabelo, por exemplo. Tudo é dinâmico”.

Desde o início, a ideia dos sócios period criar uma franquia, e isso não demorou muito para acontecer. Após três meses, a primeira unidade foi vendida e o negócio cresceu até que, em 2021, a rede cresceu cerca de 500% em relação a 2020.

Da redação do Mais Goiás, com informações do Portal Exame. Foto: Divulgação

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.