Mãe de Mariano morre durante Galo x Fla pela Copa do Brasil

A comemoração no vestiário do Atlético-MG após a vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, no jogo de ida das oitavas de ultimate da Copa do Brasil, não durou muito. A alegria pela vitória sobre o rival carioca deu lugar à tristeza pela morte da mãe do lateral-direito Mariano. O jogador do Galo soube da notícia quando pegou o celular e viu mensagens de familiares.

Celina Lourenço Ferreira, 72 anos, ficou internada em um hospital em São Paulo por cerca de duas semanas, por causa da Covid-19. Após uma piora em sua situação, Mariano foi chamada para ir ao São Paulo, mas a jogadora optou por jogar contra o Flamengo. Como está suspenso da próxima rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Fortaleza, no sábado, Mariano planejava viajar nesta quinta-feira para visitar a mãe.

A notícia abalou tanto os jogadores e a comissão técnica do Atlético que o técnico Turco Mohamed optou por não dar a entrevista coletiva pós-jogo. O técnico de atletismo esteve até presente na sala de imprensa do Mineirão, mas para informar o ocorrido e explicar o motivo de não responder as perguntas nesta quarta-feira.

“Primeiro, obrigado pelo apoio da torcida, pelo esforço dos jogadores. Tivemos um problema pessoal. A mãe do Mariano morreu, então sinto que não é o momento de avaliar o jogo. de vocês. Então, é um agradecimento aos esforços dos jogadores”, disse o técnico do Atlético.

Por meio das redes sociais, Atlético e Flamengo se solidarizaram com Mariano.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.