ONU aprova decisão inédita sobre bem-estar animal e meio ambiente

O bem-estar animal tem tudo a ver com a preocupação com o meio ambiente, pelo menos é o que diz agora a Organização das Nações Unidas (ONU). A entidade aprovou hoje (1º) uma resolução inédita que introduz o bem-estar animal como preocupação política essencial no Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

Mas o que isso significa na prática? A aprovação garante o compromisso dos 193 países membros, que aprovaram a proposta em consenso durante a 5ª Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente, em Nairóbi, no Quênia, de proteger os animais e seus habitats. Outro ponto é que o PNUMA faça um estudo sobre a relação entre bem-estar animal, meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

“A aprovação é uma ótima notícia, pois, pela primeira vez na história, o bem-estar animal será tratado de forma oficial e muito mais séria pela ONU, incluindo a relação sobre como os animais são tratados e as principais crises ambientais que o planeta enfrenta. . É um marco histórico para os animais e para o movimento de proteção animal”, diz Lucas Alvarenga, vice-presidente de Desenvolvimento Internacional da Mercy For Animals (MFA), que esteve no Quênia.

MFA em Assembleia na ONU

Imagem: Divulgação

Como chegamos aqui

A aprovação é resultado de uma mobilização que envolveu mais de 1 milhão de pessoas representadas por 27 organizações da sociedade civil, entre elas Greenpeace Brasil, Mercy for Animals, 350.org, Instituto Luisa Mell de Assistência aos Animais e Meio Ambiente, Fórum Nacional Proteção e Defesa Animal, entre outros.

Entre os motivos que contribuíram para o avanço da proposta na ONU estão conter a perda de biodiversidade, mitigar as mudanças climáticas, reduzir a poluição e reduzir o risco de novas zoonoses infecciosas como formas de alcançar o desenvolvimento sustentável.

No Brasil, a coalizão enviou uma carta ao Ministério do Meio Ambiente em janeiro, pedindo apoio do governo para a resolução, o que aconteceu.

“A decisão da ONU é um passo importante para ter um planeta mais sustentável que respeite todos os seres. Também oferece à comunidade world a oportunidade de fazer avanços significativos no bem-estar animal, com impacto direto na condução de um novo paradigma na construção de sistemas alimentares justos”, afirma Cristina Mendonça, diretora executiva do MFA no Brasil.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.