Operação contra pesca predatória encontra armas de fogo, 8 mil metros de redes e animais silvestres abatidos | Tocantins

Uma operação de combate à pesca predatória apreendeu armas de fogo, 70 kg de peixes, mais de 8.000 metros de redes e um animal silvestre morto. De acordo com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), a ação foi realizada em rios que passam por diversas cidades do Tocantins. Os peixes foram doados para comunidades carentes.

A operação da Malha Fina começou no fim de semana. Durante as abordagens na região de Bernardo Sayão, Juarina e Couto Magalhães, agentes de fiscalização orientaram os pescadores a aplicar multa de R$ 2 milhões e prazo de apreensão.

Ao mesmo tempo, outra equipe percorreu o Rio Tocantins e seus afluentes nos perímetros dos municípios de Pedro Afonso, Tupiratins, Palmeirante, Barra do Ouro, Filadélfia e Babaçulândia. Os fiscais abordaram as pessoas que estavam pescando e verificaram os cartões de pesca, as artes utilizadas e o tamanho das espécies de peixes capturados.

Durante o trabalho, foram recolhidos 8.300 metros de redes de diferentes malhas, quatro fuzis, além dos animais. Os peixes capturados nas redes e ainda vivos eram devolvidos à água.

Os peixes abatidos foram doados à população.

Operação contra pesca predatória encontra armas de fogo — Foto: Divulgação/Naturatins

Veja mais notícias da região em g1 Tocantins.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.