Outros 28 consórcios públicos municipais participam de projeto para obter…

Os consórcios participam da segunda fase do projeto ConSIM. Na capital mineira, Mapa e consórcios assinaram protocolo para formalizar compromisso

O Projeto de Ampliação de Mercados de Produtos Animais para Consórcios Públicos de Municípios (ConSIM) chega à sua segunda fase com a participação de 28 consórcios públicos. Esses consórcios foram selecionados, habilitados e receberão orientação e treinamento para a adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA).

Os consórcios qualificados abrangem quase 500 municípios, localizados em nove estados: Bahia, Ceará, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Nesta quinta-feira (04), foi assinado um Protocolo de Intenções em Belo Horizonte (MG) entre o Mapa e os consórcios participantes, com o objetivo de formalizar os compromissos firmados no Projeto ConSIM.

A organização dos Serviços de Fiscalização Municipal (SIM) em consórcios públicos traz uma série de benefícios. Entre eles, segurança sanitária alimentar, ampliação da capacidade fiscal, abertura do mercado aos produtores locais (possibilitando a comercialização dos produtos em todo o território nacional), redução de custos fixos, oferta de serviço de fiscalização em municípios de pequeno porte e integração regional.

Por meio do projeto, os consórcios municipais obtêm o reconhecimento de equivalência e passam a integrar o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), o que significa que a fiscalização realizada por meio dos consórcios tem a mesma eficácia da fiscalização realizada por o mapa.

Durante o evento, foi entregue o título de reconhecimento e adesão do Sisbi-POA ao Consórcio Intermunicipal Multissetorial do Médio Rio Piracicaba (CONSMEPI).

O CONSMEPI, que participou da 1ª edição do Projeto ConSIM, reúne 14 municípios, com sede em João Monlevade (MG), e conta com 24 estabelecimentos cadastrados e potenciais associados do SISBI-POA, nas áreas de carnes, leite, ovos e mel .

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, destacou que os consórcios têm sido fundamentais para a inserção dos produtores rurais no mercado formal, principalmente nos pequenos municípios que estavam fora do Sistema de Fiscalização.

“É a inserção, por meio de consórcios, de uma gama de produtores que têm seus produtos cadastrados e comercializados. É uma grande contribuição para o agro”, disse.

O secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, mencionou que a entrada de um estabelecimento no Sisbi permite “ganhar mercado, investir mais, contratar mais, ter acesso ao mercado de alimentação escolar e institucional. É um serviço que impulsiona o desenvolvimento”.

No whole, o Brasil conta com 87 consórcios públicos (com foco na fiscalização e comercialização de produtos de origem animal), o que corresponde a 1.372 municípios. Desse número, 20 estão em Minas Gerais, área de abrangência de 305 municípios.

O Sisbi-POA faz parte do Sistema Único de Saúde Agropecuária (Suasa) e busca padronizar e harmonizar os procedimentos de fiscalização de produtos de origem animal para garantir a segurança e a segurança alimentar. Atualmente, 23 estados e o Distrito Federal estão incluídos no cadastro geral do Sisbi-POA; 14 consórcios públicos e 33 municípios.

O evento em Belo Horizonte contou com a presença de produtores que apresentaram produtos das agroindústrias da região vinculadas ao consórcio CONSMEPI.

protocolo assinado

No protocolo assinado, as autoridades participantes assumem os compromissos para atingir o objetivo maior, que é a adesão dos serviços de fiscalização e estabelecimentos nele cadastrados ao SISBI-POA.

A assinatura também marca o início das próximas etapas do projeto, que são a capacitação e preparação dos Serviços de Fiscalização vinculados aos consórcios e assessoria técnica às agroindústrias de produtos de origem animal cadastradas nesses serviços, por um período de 12 meses.

Através do compartilhamento de experiência entre as equipes de auditores fiscais agrícolas federais, com experiência na fiscalização de produtos de origem animal e técnicos de serviços já aderentes ao SISBI-POA, diagnósticos dos Serviços e Agroindústrias, oficinas e reuniões técnicas presenciais, em a etapa de preparação.

A Escola Nacional de Gestão Agropecuária (Enagro) oferecerá cursos direcionados aos diferentes participantes do projeto: gestores, veterinários e técnicos dos consórcios e serviços de fiscalização municipal vinculados, bem como, para empresários das agroindústrias e seus gestores técnicos.

Sim SIM

O Projeto ConSIM visa ampliar o número de municípios incluídos no Sisbi-POA, por meio da adequação e qualificação de Consórcios Públicos de Municípios e dos Serviços de Fiscalização relacionados, bem como de estabelecimentos cadastrados, para que possam ser reconhecidos como equivalentes. A participação no consórcio é voluntária.

Nesta 2ª edição, de 2022, com término previsto para 2023, o projeto está estruturado em cinco fases: seleção, qualificação, treinamento, preparação para adesão e avaliação de equivalência. Este ano, as fases de seleção e qualificação já foram concluídas.

Passo a passo

Para obter a equivalência de seus serviços de fiscalização com o MAPA, é necessário comprovar que as medidas de fiscalização higiênico-sanitária e tecnológica praticadas permitem avaliar a qualidade e segurança dos produtos de origem animal com a mesma eficiência do Ministério da Agricultura.

Os requisitos e procedimentos necessários para o reconhecimento da equivalência e adesão ao Sisbi-POA estão estabelecidos no Decreto nº 5.741, de 30 de março de 2006, e na Instrução Normativa MAPA nº 17, de 06 de março de 2020.

Para mais informações, os interessados ​​podem acessar o passo a passo.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.