“Para não corrermos atrás” Esporte Information Mundo

Apesar da vitória do Athletico por 2 a 1 sobre o Bahia na Area Fonte Nova, no jogo de ida da Copa do Brasil, Felipão não ficou totalmente feliz na entrevista coletiva realizada após o jogo. O comandante rubro-negro não gostou, mais uma vez, de ver seu time ficar para trás no placar, segundo o técnico, por desatenção do Athletico.

— Sofremos porque sofremos um gol com quatro minutos. É a segunda, terceira vez que sofremos um golo com este tempo de jogo, o que não pode acontecer. Precisamos ter foco complete desde o início do jogo para não corrermos atrás como hoje e em outros jogos (Santos e Corinthians pelo Brasileirão) – disse.

Para saber tudo sobre o AtléticoSiga-o Mundo de notícias esportivas no Twitter, Fb e Instagram.

Felipão reconhece a importância da vitória, mas alerta que o empate contra o Bahia não está ganho. O treinador elogiou o time da casa e classificou-o como “afiado e qualificado”, esperando encontrar um adversário com as mesmas qualidades no jogo de volta na Area da Baixada no dia 12 de julho.

Sobre o jogo contra o Pink Bull Bragantino no próximo sábado (25) pelo Brasileirão, Felipão revelou que deve poupar alguns jogadores, pensando nas oitavas de last da Libertadores contra o Libertad (PAR) nesta terça (28), mas isso não demora tiraram as condições do Athletico para “fazer um grande jogo” na Area da Baixada. No entanto, o único nome realmente citado pelo técnico que não deveria estar em campo contra o Massa Bruta foi Khellven, o destaque do jogo.

— A escolha para o jogo do próximo sábado será um pouco diferente. Teremos um jogo de qualificação contra o Libertad na terça-feira e devemos saber que alguns jogadores já estão em uma fase muito difícil de recuperação física. Então temos que ter um pouco mais de tempo (descanso) .- explicou.

Scolari explicou na entrevista coletiva como tem sido o treinamento no CAT Caju. Segundo o técnico, a mistura e o entendimento entre os jovens e os mais experientes traz equilíbrio ao Athletico, o que pode explicar a sequência de 10 jogos sem perder, entre Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão. Felipão também disse, em tom bem-humorado, que os resultados acontecem “porque eles (os jogadores) provavelmente acreditaram em um velho”.

— O que nossos atletas estão fazendo é: ouvir seu treinador e colocar em prática. Eles estão confiando em seu treinador. Mesmo em certos momentos, contra sua vontade, eles estão ouvindo e fazendo. Então estamos obtendo resultados, quando você não ouve o treinador, o resultado não acontece. – ele explicou.

Felipão também cobrou a torcida do Athletico. O treinador gostaria de ver 25 mil a 30 mil pessoas na Area da Baixada nos próximos jogos “com entusiasmo e vibração”. Porque, segundo ele, é assim que o Furacão consegue superar as dificuldades das partidas.







Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.