Produtos de beleza brasileiros crescem 14,0% de janeiro a julho ↑

As indústrias de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos no Brasil apresentaram forte crescimento nas exportações neste ano.

Por exemplo, as exportações de cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene pessoal foram de US$ 445,3 milhões de janeiro a julho, um aumento de 14,0% em relação aos US$ 391,1 milhões no mesmo período do ano passado.

O anúncio foi feito no dia 17 pela Associação Brasileira de Cosméticos, Perfumaria e Higiene (ABIHPEC) no dia 17 por meio das ‘Estatísticas do comércio de cosméticos, perfumaria e produtos de higiene pessoal’.

Assim, o complete de importação e exportação de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal no período de janeiro a julho foi de US$ 854,8 milhões, 5,1% acima dos US$ 813,1 milhões. do mesmo período do ano anterior.

A balança comercial de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal registrou superávit de US$ 35,8 milhões.

Estima-se que tenha registrado um déficit comercial de US$ 30,8 milhões no mesmo período do ano passado.

Quanto à receita, o período janeiro-julho totalizou US$ 49,5 milhões, 3,0% abaixo dos US$ 422 milhões do mesmo período do ano passado.

Cortando o intervalo até julho, as exportações ficaram em US$ 64,1 milhões, 9,7% acima dos US$ 58,4 milhões do mesmo período do ano anterior.

Em termos de importações, houve um aumento de 9,4% para US$ 60,6 milhões ante US$ 55,4 milhões em janeiro-julho de 2021.

Com isso, as importações e exportações totais em julho foram de US$ 124,7 milhões, 9,6% acima dos US$ 113,8 milhões do mesmo mês do ano anterior.

O setor que mais exportou em julho foi o de produtos para cabelos, com US$ 16 milhões.

Sabonetes seguiram com US$ 8,8 milhões e produtos de higiene bucal com US$ 7,2 milhões, ficando em segundo e terceiro lugar.

Olhando para as importações de julho, os perfumes arrecadaram US$ 14,6 milhões, seguidos por creme para a pele, projetor e bronzeadores com um complete de US$ 13 milhões.

Os produtos de higiene bucal ficaram em terceiro lugar com US$ 5,7 milhões em importações.

“Os resultados são bons, mas é importante que o governo brasileiro se concentre na melhoria da política comercial”, disse João Carlos Basilio, presidente da Associação Brasileira de Cosméticos, Perfumaria e Saúde.

Ressalta-se que medidas mais agressivas devem ser tomadas para a formulação de planos de melhoria do ambiente comercial e de negócios, mitigando o impacto do aumento dos custos de logística internacional e do aumento da oferta de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC). .

Ele continuou: “Através disso, nos esforçamos para melhorar a competitividade da indústria brasileira de cosméticos, melhorar o acesso aos nossos produtos no mercado international e impedir que cosméticos, fragrâncias e produtos de higiene ‘Made in Brazil’ entrem nos principais mercados. A comunicação deve ser ativamente desenvolvida para reduzir as barreiras à resolução de problemas.

Ele também disse que a melhora significativa na balança comercial de janeiro a julho em relação ao mesmo período do ano passado foi o melhor desempenho desde 2014.

Todos os conteúdos da Beautynuri são protegidos pela lei de direitos autorais. É proibida a reprodução, cópia, distribuição, and so on. não permitido.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.