qual é o cabelo que uma mulher madura deve ter?

Oi menina! Você já percebeu que a forma como nós – com mais de 40 ou 50 anos – estamos acostumados a ser alvo do “patrulhamento do corpo alheio”, certo? Essas patrulhas são compostas principalmente por outras mulheres, que criticam nossas escolhas em relação à aparência.

Isso porque, seguindo a cartilha do que é considerado certo e errado, muitas pessoas ainda acreditam que as mulheres mais velhas não podem ser livres para escolher o cabelo que querem usar. Parece absurdo, certo? No entanto, conheço muitas mulheres e seguidoras que ouviram de suas amigas ou profissionais: “Está na hora de cortar o cabelo, hein?”

Claro que o preconceito em relação a esse tema diminuiu, mas não acabou! Por isso, hoje trago 3 mitos comuns que revelam o ageism em relação à liberdade capilar na maturidade.

A seguir, confira inspirações com Beijo Cássia, Glória Pires, Cristina Oliveira e Patrícia Poeta – incluindo fotos da minha coleção pessoal. Verificação de saída!

MITO 1. “CABELO CINZENTO ENVELHECE”

Cassia Kiss (Crédito: TV Globo)

Aos 64 anos, a atriz é uma das adeptas dos cabelos grisalhos, assim como muitas outras famosas, como Belém Fafa (65 anos) e Glória Pires (58 anos). Os fios brancos ou grisalhos expressam maturidade, mas sem ser sinônimo de desleixo, como muitas pessoas ainda insistem em querer nos fazer acreditar.

Na verdade, o cabelo “desleixado” é mal cuidado, sujo, seco, sem corte e manutenção. Não existe uma cor adequada e best para mulheres maduras. A escolha da cor pode ser pure ou não, independente do seu estilo, personalidade, gosto e necessidade pessoal.

MITO 2. “CABELO LONGO NÃO COMBINA COM MAIS VELHO”

Cristiana Oliveira e Patrícia Poeta
Cristiana Oliveira e Patrícia Poeta (Crédito: Instagram @oliveiracris10 e @patriciapoeta)

Nosso eterno Juma Marruá, Cristina Oliveira (58 anos) ama e balança seus longos cabelos. Assim como a bela apresentadora Patrícia Poeta (45 anos) e outros famosos como Claudia Ohana (59 anos), Claudia Raia (55 anos) e Bruna Lombardi (70 anos).

A ideia de que apenas os mais jovens podem usar cabelos compridos é muito ultrapassada, porém, ainda há quem acredite nisso! Não é incomum que mulheres maduras ouçam de outras pessoas e cabeleireiros que é hora de cortar o cabelo. Sim, mas só se quisermos, certo?

MITO 3. “FRINGAS SÓ PARA MENINAS”

Leka Oliveira
Leka Oliveira (Crédito: Instagram @lekaolliveira)

As mulheres que adotam o corte de cabelo com franja também podem ter que lidar com o preconceito, pois, assim como o corte de cabelo comprido, muitas pessoas erroneamente associam a franja ao uso exclusivo de adolescentes ou jovens. Mas não, porque adotar franjas pode ser uma boa opção para variar o corte de cabelo. Além disso, trazem charme e frescor ao visible. Se você gosta, você é mais do que bem-vindo para usá-lo!

A REGRA É CLARA: NÃO EXISTEM REGRAS PARA O SEU CABELO!

A única regra que devemos adotar em relação às escolhas que envolvem nossos cabelos é que não existem regras! Isso vale para a cor (tingida ou pure), comprimento/corte (curto, médio ou longo) e textura do cabelo (liso, cacheado ou cacheado).

Não existe certo ou errado e, atenção: sua idade não deve definir a forma como você usa o cabelo. Somos múltiplos, diferentes e nossas escolhas e liberdade capilar devem ser respeitadas, independente da nossa idade. Que simples!

Gostou do conteúdo deste artigo? Então para ver mais siga meu perfil @lekaolliveira e use nossa hashtag da comunidade #AgeWithoutRules.

Obrigado: cabeleireira Beatriz Hairs do Studio W, localizado no Purchasing Higienópolis.

*LEKA OLIVEIRA é produtor de conteúdo, empresário e colunista sem idade. Na Revista AnaMaria apresenta artigos para mulheres maduras, principalmente com foco em moda, beleza e autoestima.

Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.