Zagueiro Joaquim Henrique fala sobre estreia no time titular

No jogo do último sábado (18), o zagueiro Joaquim Henrique pode fazer sua estreia pelo Cuiabá contra o Ceará, na Enviornment Pantanal. Na ocasião, o zagueiro titular Alan Empereur sentiu-se ainda no aquecimento e não conseguiu entrar na partida, o que resultou em uma boa oportunidade para Joaquim estrear no campeonato.

LEIA TAMBÉM:

+U-20 de Cuiabá se qualifica com 100% de aproveitamento pelo Mato-grossense

Em entrevista coletiva, o zagueiro que esteve no time sub-23 de Cuiabá em 2021, disse que está muito feliz por estrear no time principal, e poder ajudar o time com fruto de muito trabalho.

-Fiquei muito feliz com a oportunidade, me dediquei muito para esse momento, trabalhando muito e graças a Deus ela apareceu, estava preparado e pude entrar e cumprir meu papel lá na defesa, agradeço aos meus companheiros e ao toda a comissão pela confiança. Aos meus colegas de trabalho que também me ajudaram muito nesse momento e estou feliz por estrear no Brasileiro. Não completou 100% de felicidade porque queríamos sair com a vitória mas infelizmente não foi possível. Mas agora é hora de focar no próximo jogo e fazer o possível para sair com os três pontos.

-Foi o resultado de muito trabalho, me dediquei muito para essa estreia, e agarrei essa oportunidade com todas as minhas forças e isso é fruto de um trabalho de longo prazo e tempo que venho me dedicando, e graças a Deus fiquei feliz em estrear no Brasileiro e bem, mas infelizmente a vitória não veio, o que seria mais importante para todo o grupo.

Sobre a relação com o novo treinador e seus adjuntos, Joaquim elogia

-Um relacionamento muito bom, são excelentes profissionais, estão sempre me aconselhando, me ajudando a evoluir diariamente, com uma convivência muito boa e só posso aprender ao lado deles.

Siga o Esporte News Mundo no Instagram, TwitterFb e Youtube.

Sobre ajudar o time em campo, ou ficar no banco, o zagueiro diz que o único objetivo dele e dos jogadores é ajudar o time, independente da situação.

-Todos os jogadores querem jogar, claro, mas isso não depende de mim, depende do professor, independente da decisão dele, estarei lá para ajudar o Cuiabá. Independente de ser continuar ou ficar no banco, para mim não faz diferença, quero ajudar Cuiabá e estar motivado para que Cuiabá saia com os três pontos.







Leave a Comment

A note to our visitors

This website has updated its privacy policy in compliance with changes to European Union data protection law, for all members globally. We’ve also updated our Privacy Policy to give you more information about your rights and responsibilities with respect to your privacy and personal information. Please read this to review the updates about which cookies we use and what information we collect on our site. By continuing to use this site, you are agreeing to our updated privacy policy.